03 junho 2009

AO DEUS DESCONHECIDO

AO DEUS DESCONHECIDO
Flávio Moreira.

PORQUE, PASSANDO EU E VENDO OS VOSSOS SANTUÁRIOS, ACHEI TAMBÉM UM ALTAR EM QUE ESTAVA ESCRITO: AO DEUS DESCONHECIDO. ESSE, POIS, QUE VÓS HONRAIS, NÃO O CONHECENDO, É O QUE EU VOS ANUNCIO. (At 17.23).

Quantos altares erguidos, quantos deuses venerados, quantas apologias construídas em homenagem àqueles que não podem salvar! É muito comum vermos em qualquer parte do mundo o ser humano envolvido com o religioso. A religião segundo considerações humanas é cultura; caminho criado pelo homem em busca do acesso a Deus ou algo superior. Discorrendo os olhos nas páginas das Escrituras Sagradas é possível entender o porquê de tantas religiões existirem no contexto da humanidade sem, contudo resolver as questões intrínsecas do homem no que diz respeito ao seu principal conflito: ausência da presença de Deus em sua vida.

Parece simples a questão, mas pelo que se observa o homem procura à sua maneira resolver o problema. Olhando a gênese da humanidade, no primeiro livro da Bíblia, observamos que o primeiro personagem a ser mencionado na Bíblia é o Espírito de Deus. Após isso vemos a descrição de como todas as coisas foram criadas por Deus, porém não havia homem para cuidar da sua criação então disse: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. (Gn 1.26). Após criar todas as coisas na sua concepção: VIU DEUS TUDO QUANTO TINHA FEITO, E EIS QUE ERA MUITO BOM. (Gn 1.31). Aleluia! Tudo o que nosso Deus faz sempre é muito bom. Como nosso Deus é precavido, elaborou antes da fundação do mundo o plano da redenção: COMO TAMBÉM NOS ELEGEU NELE ANTES DA FUNDAÇÃO DO MUNDO, PARA QUE FÔSSEMOS SANTOS E IRREPREENSÍVEIS DIANTE DELE EM AMOR; (Ef 1.4).

Deus sabia que o homem por sua própria vontade se afastaria de sua presença, como está escrito: PORQUE TODOS PECARAM E DESTITUÍDOS ESTÃO DA GLÓRIA DE DEUS; (Rm 3.23). O pecado provocou essa febre religiosa que hoje conhecemos. Deus simplesmente sabe de antemão aqueles que o receberão de bom grado como também aqueles que o rejeitarão mesmo possuindo uma vida religiosa: MAS OS FARISEUS E OS DOUTORES DA LEI REJEITARAM O CONSELHO DE DEUS CONTRA SI MESMOS, NÃO TENDO SIDO BATIZADOS POR ELE. (Lc 7.30). Amados como está o nosso compromisso com Cristo? Será que realmente temos honrado ao Senhor com toda nossa maneira de viver ou nos enganamos a nós mesmos achando que sabemos alguma coisa?

Não foi uma só vez que o homem esqueceu do seu Criador. Se olharmos bem para o passado exarado nas Escrituras constataremos que o homem já possui em si mesmo a tendência de abandonar a Deus por coisas que lhe pareçam convenientes. Observe alguns dos exemplos que encontramos na Bíblia quanto a esta verdade e as conseqüências que esta falta de conhecimento acarretou sobre os filhos de Israel.

Em primeiro lugar vemos o exemplo das duas cidades que foram subvertidas por conta de seus pecados: Sodoma e Gomorra. A Bíblia diz que o pecado destas duas cidades cresceu tanto que chegou à presença de Deus: PORQUANTO O CLAMOR DE SODOMA E GOMORRA SE TEM MULTIPLICADO, E PORQUANTO O SEU PECADO SE TEM AGRAVADO MUITO, (Gn 18.20).

Será que estas duas cidades não tinham informação sobre quem era Deus? Certamente que sim. Como, pois, Deus iria punir pessoas sem o devido conhecimento de causa visto que Deus não leva em conta o tempo da ignorância (At 17.30)? Mesmo que alguém alegue que Deus é injusto por não existir lei no tempo de Abraão a Bíblia também diz: PORQUE TODOS OS QUE SEM LEI PECARAM, SEM LEI TAMBÉM PERECERÃO. (Rm 2.12). Por isso, não vos enganeis: DEUS NÃO SE DEIXA ESCARNECER; PORQUE TUDO O QUE O HOMEM SEMEAR, ISSO TAMBÉM CEIFARÁ. (Gl 6.7).

Nos dias de Paulo não era diferente: PORQUANTO, TENDO CONHECIDO A DEUS, NÃO O GLORIFICARAM COMO DEUS, NEM LHE DERAM GRAÇAS, ANTES EM SEUS DISCURSOS SE DESVANECERAM, E O SEU CORAÇÃO INSENSATO SE OBSCURECEU. (ROMANOS 1.21). O Senhor Jesus disse também: PORQUE TODO AQUELE QUE FAZ O MAL ODEIA A LUZ, E NÃO VEM PARA A LUZ, PARA QUE AS SUAS OBRAS NÃO SEJAM REPROVADAS. (Jo 2.19). Não somos tão inocentes quanto parecemos. Precisamos reconhecer isso.

As religiões não foram criadas por Deus e sim estabelecidas pelo homem. Deus na sua infinita sabedoria estabeleceu Caminho de acesso à sua presença através de seu Filho Jesus Cristo: PORQUE POR ELE AMBOS TEMOS ACESSO AO PAI EM UM MESMO ESPÍRITO. (EFÉSIOS 2.18). Glória a Deus! As religiões estão todas dentro de uma só categoria: alcançar a justificação por meio das obras. No entanto, segundo O AMIGO (Espírito Santo), afirma: PORQUE PELA GRAÇA SOIS SALVOS, POR MEIO DA FÉ; E ISTO NÃO VEM DE VÓS, É DOM DE DEUS. (Ef 2.8). Hoje, infelizmente o problema da “amnésia espiritual” é latente, pois se tem muita confusão acerca do Deus verdadeiro e do que Ele faz; como nos dias de Cristo as pessoas vivem exaustas, perdidas, como ovelhas que não tem pastor. Perecendo por lhes faltar conhecimento.

Quando o povo esquecia-se de Deus as conseqüências deste ato eram terríveis:

1. E os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR, e se esqueceram do SENHOR seu Deus; e serviram aos baalins e a Astarote. (Jz 3.7).

2. Porém esqueceram-se do SENHOR seu Deus; então os vendeu à mão de Sísera, capitão do exército de Hazor, e na mão dos filisteus, e na mão do rei dos moabitas, que pelejaram contra eles. (I Sm 12.9)

3. O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende. (Is 1.3).

4. Ovelhas perdidas têm sido o meu povo, os seus pastores as fizeram errar, para os montes as desviaram; de monte para outeiro andaram, esqueceram-se do lugar do seu repouso. (Jr 50.6)

5. O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. (Os 4.6).

Acredito estes versos serem o bastante para mostrar a inconstância que nos permeia a alma; a insatisfação e impaciência que nos inquieta o coração fazendo-nos murmurar contra o Senhor. Que o Senhor nos ajude. A Bíblia diz que o espírito de Paulo se comovia por ver o povo entregue a idolatria (At 17.16). E o nosso como se encontra? Estamos insatisfeitos com o povo que vive à margem de ter um encontro pessoal com o verdadeiro Deus. O que iremos fazer a respeito?

Será que de fato anunciamos a quem conhecemos? Um dia Jesus perguntou: Quem dizem os homens ser o Filho do homem? A resposta foi diversificada, pois cada um na sua incerteza dizia: João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas. E você caro amigo, quem é Jesus para você? Pense bem, essa resposta parece simples, mas Pedro precisou que o Pai lhe revelasse esta verdade: E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus (Mt 16.16,17).

Ter conhecimento de Cristo faz toda diferença. Segundo as Escrituras precisamos: santificar ao SENHOR Deus em nossos corações; e estar sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que nos pedir a razão da esperança que há em nós, (I Pd 3.15). Paulo deparou-se com uma realidade que impactou seu ser, pois via as pessoas entregues a uma profunda idolatria, se ensoberbecendo em seu conhecimento, adorando a vários deuses sem, contudo conhecer ao Deus desconhecido cujo altar estava erguido. Isto nos mostra que devemos ter estratégias dadas pelo Espírito Santo para poder anunciar o Evangelho de Cristo. A falta de conhecimento de Deus traz conseqüências danosas à vida de qualquer pessoa. Temos o remédio: Jesus.

É lamentável que o entendimento quanto à busca do revestimento de poder esteja caracterizado por um profundo desconhecimento do verdadeiro sentido desta necessidade. O que temos em nosso contexto é um desconhecimento profundo de Deus, pois à medida que deixamos de cumprir sua Palavra isto resulta em não amá-lo e por conseqüência isto é a prova concreta de que não O conhecemos. João escrevendo em sua primeira carta afirmou: AQUELE QUE NÃO AMA NÃO CONHECE A DEUS; PORQUE DEUS É AMOR. E NÓS CONHECEMOS, E CREMOS NO AMOR QUE DEUS NOS TEM. DEUS É AMOR; E QUEM ESTÁ EM AMOR ESTÁ EM DEUS, E DEUS NELE. (I Jo 4.8,16). Estas palavras estão associadas aquilo que Cristo disse: AQUELE QUE TEM OS MEUS MANDAMENTOS E OS GUARDA ESSE É O QUE ME AMA; E AQUELE QUE ME AMA SERÁ AMADO DE MEU PAI, E EU O AMAREI, E ME MANIFESTAREI A ELE. (Jo 14.21).

Analise comigo: se nós que julgamos conhecer a Deus estamos a ponto de sermos atingidos pela frieza do amor, tal qual a Igreja de Éfeso (Ap 2.4) e, se isto nos faz tornar esquecidos de quem Deus é, como poderemos fazer conhecido o nome de Deus se estamos precisando voltar ao primeiro amor? Que o Senhor nos ajude. Jamais esqueçamos que a Palavra é Luz, ela nos diz quem é Jesus. Se ela estiver arraigada em nosso coração jamais esqueceremos do compromisso de amor que temos com o Senhor e mais jamais confundiremos nosso Jesus com os falsos cristos que vem surgindo tal qual o Senhor nos advertiu. Deus conta conosco para fazer conhecido o seu nome entre os homens. Você vai?

Um comentário:

Dedé disse...

Que bom Deus ter me mostrado este site...estou muito contente em fazer este comentario baseado todo na palavra de Deus.
Esta é a verdaeira religião,aquela que fáz a vontade de Deus,,Suas observações foram otimas e muito emoticionais.Está de parabéns põr suas explicações biblicas com conteudo informativo de benções..vou sempre passar na sua pagina.Deus te abençõe viu...
Irmã Débora